Palestra do professor Alexandre del Valle sobre Cristofobia

August 13, 2011

 

Palestra do professor Alexandre del Valle sobre Cristofobia surpreende o público pela dimensão demonstrada da perseguição aos cristãos
(Brazil, Sao Paulo)
Sob o tema “Cristofobia: Por que são mortos e perseguidos os cristãos de hoje?”, na noite de 4 de agosto último.

A conferência foi proferida pelo especialista na matéria, Prof. Alexandre del Valle, que além de professor de relações internacionais na Universidade de Metz, França, é consultor de geopolítica em diversas importantes instituições europeias e tem vários livros publicados.
Com Alexandre del Valle: Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil e diretor do Movimento Paz no Campo; Dr. Adolpho Lindenberg, presidente do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira; Dr. Caio Vidigal Xavier da Silveira.
Em sua palestra, o Prof. Alexandre alertou para o fato de que o cristianismo é a Religião mais perseguida no mundo. Os dados e exemplos fornecidos por ele mostram o quanto nossa mídia nada ou pouco divulga sobre o assunto. 15 milhões de cristãos em países mulçumanos são perseguidos e humilhados e 20 milhões foram exilados em um século, número maior que o dos refugiados palestinos, aos quais os meios de comunicação têm concedido muito realce.

 

Entre os anos 1.960 e 2.000, dois milhões de cristãos foram assassinados no Sudão do Sul. O conferencista ressaltou que muito se fala dos 300 mil mulçumanos assassinados no Darfur, enquanto o genocídio de cristãos no Sudão normalmente é esquecido. Por quê? Para o palestrante, no mercado midiático de “vitimologia”, a vítima mulçumana vale mais que a cristã. Mas essa culpa não é tanto dos mulçumanos, disse del Valle, quanto dos próprios cristãos, que não falam ou não se interessam por esse assunto. Por isso o Prof. Alexandre parabenizou o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira por abrir espaço para que esse sombrio panorama seja apresentado ao público. “O cristão tem que falar desse problema”, disse.
O conferencista dividiu em quatro os vetores os que promovem a cristofobia. Primeiro a cristofobia islâmica, a mais conhecida. Segundo a asiática: budista ou hinduísta, menos conhecida mas muito mais criminosa em termos de números e violência. Terceira a comunista, marxista e socialista. Quarta a ocidental, menos violenta na aparência, mas muito perversa, cujo objetivo é destruir a civilização cristã. Cada um desses vetores foi detidamente analisado durante a palestra, cuja reprodução pode ser assistida no canal do Justin.tv do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira.
Para o Prof. Alexandre, o Ocidente adormecido, passivo e por vezes até cumplice dessa realidade, acordou um pouco com fatos atuais que vieram a público. Por exemplo com os atentados em Bagdá e em Alexandria contra cristãos no ano passado, onde os terroristas gritavam, segundo relatos dos sobreviventes, “inferno aos cristãos cachorros que deviam morrer enquanto infiéis que se recusam a abjurar sua fé”. Também falou do exílio, ocorrido no ano passado, de cristãos no Iraque, obrigados a escolher entre fazer as malas ou morrerem. Isso tudo fez abrir os olhos dos europeus para a existência de cristãos no Oriente, pois até então pensavam que árabes só podiam ser mulçumanos.
“Na Europa se pede perdão, contabiliza e critica a islamofobia, no entanto nos países mulçumanos ninguém contabiliza, ninguém pede perdão para nada e ainda há pessoas muito ufanas de perseguir e matar cristãos”, disse o Prof. Alexandre.
Mas essa tomada de consciência repentina dos europeus foi rapidamente eclipsada pelas imagens das revoluções árabes, muito elogiadas pela mídia ocidental, durante as quais os cristãos continuaram a ser perseguidos. Segundo o Prof. Alexandre, “as notícias divulgadas pela mídia são apenas a ponta do iceberg da perseguição que os cristão sofrem”.
No final da conferência, o auditório e os espectadores que acompanhavam a palestra pela internet enviaram dezenas de perguntas ao Prof. del Valle – que as respondeu – mostrando o enorme interesse do público pela matéria tratada.
O Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança encerrou o evento com agradecimentos ao palestrante e ressaltando que o Professor Plinio Corrêa de Oliveira, desde o fim da II Guerra Mundial, já alertava para o fato de que o islamismo se tornaria um perigo futuro para o Ocidente.
Fonte: http://conservador.blog.br/

Please reload

A la une

Alexandre del Valle sur BFM TV : gilets jaunes et crise franco-italienne, deux poids deux mesures du gouvernement français

February 9, 2019

1/4
Please reload